Menu Site

SESI-SP reuniu mais de 1.600 atletas na final da Liga de Treinamento Esportivo

As novas promessas do esporte olímpico se prepararam durante nove meses para esta grande final emocionante, considerado um dos maiores eventos esportivos promovidos por uma instituição privada de promoção ao talento esportivo
25/11/2018 16:27 - atualizado às 09:25 em 27/11/2018

Mais uma Liga SESI-SP realizada com sucesso! Nesta 5ª edição da final estadual foram mais de 18 horas de competições realizadas simultaneamente nos dias 23, 24 e 25 de novembro nas unidades do SESI Santos, Cubatão e, também, no Centro Esportivo Manoel Nascimento localizado na Baixada Santista.

Após nove meses com a realização das etapas regionais de cada modalidade, cerca de 1.600 atletas se credenciaram para a grande final. Ao todo foram 11 modalidades olímpicas apresentadas ao público como natação, vôlei, handebol, luta olímpica, karatê, judô, basquete, triathlon, atletismo, polo aquático e ginástica artista.

"A Liga é um ótimo exemplo de competição que favorece a formação esportiva. Nossos jovens são incentivados a competir sem a preocupação de integrarem uma seleção esportiva precocemente, eles ficam mais tempo focados na prática esportiva. Os talentos que se destacam na competição seguem para o Rendimento Esportivo, e assim todos os participantes ganham com o convívio e valores que se adquirem através da prática esportiva", comentou Eduardo Carreiro, Gerente Executivo de Esporte e Promoção da Saúde do Sesi-SP.

E para motivar ainda mais e coroar o trabalho realizado pelas equipes, atletas do alto rendimento esportivo do SESI-SP marcaram presença no evento. Sempre de olho na disseminação do conhecimento, a instituição, através do projeto "Pedagogia do Exemplo", vem não só incentivando e formando novos talentos, como transformando o lado pessoal, social e de estímulo aos mais de 100 mil alunos de toda a rede.

Atletas como o campeão Pan-Americano de triathlon, Reinaldo Colucci, o campeão Mundial de vôlei, Marcelo Negrão, a medalhista Mundial e Pan-Americana de luta olímpica, Aline Silva, o bicampeão Pan-Americano da natação, Henrique Rodrigues e as promessas do polo aquático, Mirela Coutinho, Yasmin Ferraz, Camila Barros e Luisa Souto, abrilhantaram o evento.

Além de ser um fechamento de todo o esforço e dedicação realizados durante o ano, a Liga também tem o compromisso de observar esses jovens atletas e identificar quais poderiam fazer parte das equipes de alto rendimento do SESI-SP. Por conta dessa característica, estavam presentes inúmeros técnicos e coordenadores das modalidades que atuavam como olheiros, analisando possíveis talentos entre os mais de 1.600 participantes. “É possível diagnosticar esses futuros atletas sim, desde que eles deem continuidade à prática esportiva. Esse projeto do SESI-SP é importante porque contempla todas as fases, desde a iniciação até a especialização e o rendimento esportivo. Tendo essa oportunidade e estrutura para o jovem atleta que vimos aqui competindo hoje com certeza poderemos formar bons atletas por mais ciclos olímpicos”, afirma Eduardo Braz, treinador da equipe de Triathlon do SESI-SP.

O atleta do alto rendimento do Atletismo, Adrian Henrique, 17 anos, é um grande exemplo do trabalho desenvolvido pela instituição, já que o jovem, além de oriundo das categorias de base, ainda é aluno do SESI-SP. Recentemente o atleta conquistou os títulos de campeão mundial e sul-americano no salto em distância e salto triplo nos jogos escolares, um dos campeonatos mais importantes. “Eu já fui atleta do Treinamento, participei da Liga e tenho muito orgulho de fazer parte do SESI-SP. Aqui aprendemos os valores esportivos que levamos para a vida como respeito, boas práticas e integração com as outras modalidades”, declarou Adrian, quarto nome do mundo no salto em distância dos Jogos Olímpicos da Juventude 2018.

A karateca Luiza Orsini, atleta de rendimento explica que a Liga SESI tem contribuído para o crescimento do esporte. “Nós como atletas vestimos a camisa do SESI, porque a instituição já tem a visão olímpica de outros esportes. Sabem os caminhos que devemos percorrer, toda a preparação e postura. Eles me ajudam a entender que Olimpíada, por exemplo, é um caminho logo e que não adianta se afobar”, declarou Luiza.

Não só de mais de 18 horas de disputas vivem esses jovens, a Liga é pensada para promover um espaço de confraternização e conhecimento entre eles, de acordo com os princípios e valores do esporte. “O mais legal dessa competição é toda a integração que acontece entre os alunos do SESI-SP. É nela que eles aprendem a lidar com a derrota e vitória que é muito importante para a carreira como atleta. Quem dera eu tivesse tido a oportunidade de vivenciar isso na minha época”, declara Aline Silva, medalhista brasileira de luta olímpica.

O evento foi aberto ao público e todos puderam conhecer e interagir com técnicos e atletas das equipes de alto rendimento. A equipe de comunicação do SESI-SP realizou a cobertura jornalística pelo Facebook e Instagram da Sussuarana SESI, mascote oficial do esporte no SESI-SP. Confira a cobertura completa em facebook.com/sussuaranasesi e no instagram.com/sussuaranasesi